Os criadores de Cyberpunk 2077 , um dos videogames mais esperados dos últimos anos, estão enfrentando dificuldades para o lançamento, complicada por mais um atraso anunciado ontem para ajudar os desenvolvedores do CD Projekt Red a finalizar o os últimos detalhes do jogo antes de ser lançado em nove plataformas em 10 de dezembro. 

Agora, o designer sênior de jogos Andrzej Zawadzki, implorou via Twitter, após o anúncio do atraso, aos fãs para exercerem o mínimo de decência humana, pedindo pára pararem enviar ameaças de morte ao estúdio polonês.

Quero abordar uma coisa em relação ao atraso do @CyberpunkGame. Entendo que você esteja com raiva, desapontado e queira expressar sua opinião sobre isso. No entanto, enviar ameaças de morte para os desenvolvedores é absolutamente inaceitável e simplesmente errado. Somos pessoas, assim como você ”, escreveu Zawadzki no Twitter na noite de terça-feira. 

E certamente não é a primeira vez que o estúdio experimenta o que agora parece um comportamento comum, mas ainda assim abominável de membros da comunidade de jogos

Cyberpunk 2077 teve um desenvolvimento complicado de vários anos. 

Começou como um jogo para PC e consoles existentes, e se transformou em um jogo de geração cruzada que também será disponibilizado no Google Stadia, além do PC e das sete plataformas de console que suportará. Que incluem PS4 / PS4 Pro, PS5, Xbox One / X e Xbox Series X / S.

O jogo foi adiado três vezes em relação à data de lançamento original, em 16 de abril. E há relatos sobre as péssimas condições de trabalho no estúdio, que voltou atrás no final de setembro, quando instituiu horas extras obrigatórias, conhecidas na indústria como crunch, para colocar o jogo a venda.

Também há queixas legítimas em torno da comunicação do atraso, com o estúdio ainda ontem dizendo aos fãs no Twitter que o jogo seria lançado no prazo. 

Jason Schreier, da Bloomberg , relatou ontem que o atraso mais recente, o que significa que os desenvolvedores do CD Projekt Red provavelmente trabalharão mais três semanas de horas extenuantes para terminar o patch de lançamento do “dia 0” do jogo, foi anunciado à equipe ao mesmo tempo que saiu no Twitter. 

Schreier também relata que alguns dos funcionários do estúdio estão trabalhando em semanas de 100 horas.

Mas nada disso desculpa o tipo de comportamento que a CD Projekt Red e incontáveis ​​outros criadores de jogos enfrentam todos os dias apenas por fazerem seus trabalhos. 

Em um tweet separado, Zawadzki detalhou uma das ameaças “mais brandas” que os membros do estúdio receberam desde o anúncio do atraso em que alguém ameaçou queimá-los vivos por não enviarem o jogo dentro do prazo.

“Não trate isso levianamente. Não o ignore. É sério ”, escreveu ele. 

Essas são palavras que merecem atenção, agora mais do que nunca. Nada justifica este tipo de fala ameaçadoras a esses funcionários – que já lutam com longas horas e uma janela de lançamento incrivelmente complexa.

Também é um pouco paradoxal na indústria de jogos que os fãs aparentemente mais vis e profundamente imorais parecem se importar tão pouco com as pessoas que criam as coisas que afirmam amar.

clique e siga o Dica App do Dia no Instagram - https://www.instagram.com/dicaappdodia/

Siga o Dica App do Dia em nossas redes sociais e também nos agregadores de notícias Flipboard e Google Notícias.

Via TheVerge

Deixe uma resposta