Este caso dos carregadores da Apple está longe de acabar, pois o Procon-SP notificou a Apple, nesta terça-feira 27/10, a prestar contas sobre a venda dos novos iPhones sem carregador.

Segundo matéria realizada pelo jornal O Globo, a empresa tem 72 horas para apresentar explicações, entre estão são:

  • Qual motivo de não vender o smartphone com o carregador?
  • Qual o valor do carregador vendido separadamente que o consumidor poderá adquirir isoladamente?
  • Qual é o tempo estimado de duração da bateria do aparelho?

Leia Também: 6 Verdades sobre as baterias dos smartphones

O diretor executivo do Procon-SP, Fernando Capez, diz que “A venda separada do aparelho e do carregador é uma inovação que pode configurar prática abusiva, pois um precisa do outro para ter utilidade. A Apple praticamente obriga o consumidor a fazer duas compras do mesmo produto, praticamente uma venda casada.

O Procon-SP quer saber também se o consumidor tem alternativa para utilização de outros dispositivos com a mesma função e também como funcionará a garantia, já que celular e carregador poderão ser comprados em diferentes datas.

Procurada pelo jornal, a Apple disse que não comentará a notificação.

Leia Também Bateria do celular acabando e você está sofrendo? Isso pode ser Nomofobia

clique e siga o Dica App do Dia no Instagram - https://www.instagram.com/dicaappdodia/

Siga o Dica App do Dia em nossas redes sociais e também nos agregadores de notícias Flipboard e Google Notícias.

Deixe uma resposta