Enquanto estes dispositivos tornam a vida das pessoas bem mais prática em vários aspectos, é importante perceber que eles também apresentam certos perigos.

Antes de você ir comprar aparelhos “smart” para a sua casa no minuto que eles são lançados, você deve ler o que nós dizemos sobre como a Internet das Coisas ameaça a sua segurança e privacidade.

Além disso, você deve procurar meios para se proteger dos perigos da IoT, como VPNs por exemplo, e é por isso que este artigo é precioso.

Saiba tudo sobre VPN.

Grande quantidade de dados

Sensores inteligentes equipados na IoT permitem coletar todos os tipos de dados numa base diária.

O volume de dados coletado é perigoso para os clientes, especialmente se considerarmos que os dados podem conter informação sensível, como fotos pessoais e conversas.

Considerando que esses dados são armazenados na nuvem, é fácil para os hackers interceptarem quando eles são enviados, expondo os usuários a vários perigos de roubo de dados.

Confira, 7 dicas de segurança para seus dados não serem roubados.

Integridade física comprometida

O sentido da IoT é oferecer conveniência à internet ao fazer uma ponte entre o mundo online e o real.

Enquanto que a as vantagens são notáveis, esta “ponte” entre esses dois universos faz com que os perigos que existiam apenas na rede passem a existir também no mundo real; como casos comprovados de hackeamento da Internet das Coisas.

Falta de proteção configurada

A IoT ainda é uma novidade, e as empresas estão focadas mais na produtividade e inovação do que na segurança.

Ainda por cima, os dispositivos inteligentes carecem de opções para cibersegurança, o que deixa os usuários expostos à ataques direcionados especificamente para a Internet das Coisas.

Pior ainda, é impossível utilizar ferramentas de cibersegurança em aparelhos “smart”, até porque eles não possuem este recurso.

O Veredito

A Internet das Coisas (IoT) é um risco enorme para a privacidade e segurança, chegando até a ser uma ameaça para a integridade física das pessoas.

Assim sendo, é mandatório que você pesquise sobre o dispositivo inteligente que deseja antes de investir.

A melhor opção seria esperar até que o mundo da tecnologia atinja a maturidade suficiente no quesito de cibersegurança específica para a IoT.

Este post foi realizado em parceria com o site TechWarn.

Siga o Dica App do Dia nas redes sociais – os links estão abaixo – e também no agregador de notícias Flipboard.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Entre com seu nome aqui