Esta história dos modelos iPhone 12 da Apple sem carregador ainda está dando muito o que falar e tudo começou quando a empresa, em seu lançamento oficial informou que os aparelhos teriam seus carregadores vendidos separadamente.

Segundo a empresa esta decisão foi aprovada como “medida para diminuir a emissão de carbono”.

Na terça-feira 27/10, o Procon-SP enviou uma notificação para Apple para a empresa se explicar sobre os motivos do aparelho vir sem carregador.

E, segundo reportagem da CNN Brasil, o Procon-SP determinou que os carregadores deverão ser oferecidos pela empresa aos consumidores que pedirem o dispositivo.

Os consumidores que não forem atendidos devem entrar em contato com o órgão. A medida vale para o estado de São Paulo, segundo a assessoria de imprensa do Procon-SP.

A Apple não quis comentar sobre o caso para reportagem. Em resposta ao Procon-SP, a empresa informou que a venda separada do carregador auxilia na redução de emissão de carbono e na quantidade de lixo eletrônico, já que usuários de iPhone são fiéis à marca e, normalmente, têm mais de um carregador.

Um carregador original da marca aqui no Brasil pode custar em torno de R$ 149

O Procon-SP entendeu que o carregador é um dispositivo essencial para o uso do produto.

O órgão regulatório disse ainda que a Apple não foi clara sobre o uso de adaptadores antigos comprometeriam tanto processo de carregamento quanto a segurança do consumidor.

É incoerente fazer a venda do aparelho desacompanhado do carregador, sem rever o valor do produto e sem apresentar um plano de recolhimento dos aparelhos antigos, reciclagem etc. Os carregadores deverão ser disponibilizados para os consumidores que pedirem“, afirma Fernando Capez, diretor-executivo do Procon-SP. 

Ainda segundo o Procon-SP, a Apple não conseguiu provar de forma concreta o argumento sobre os benefícios que o meio ambiente terá só pelo fato de não venderem os modelos iPhone 12 Mini, iPhone 12, iPhone 12 Pro e iPhone 12 Pro Max com carregador.

E cá em nós, se você apresenta um determinado problema, espera-se que apresente, também, alguma solução, certo?

A Apple não quer vender com o carregador e não apresentou nenhuma ação de logística reversa para recolhimento dos aparelhos e adaptadores antigos para reciclagem e descarte adequado. 

Caso sejam constatadas infrações à lei, a Apple poderá ser multada conforme prevê o Código de Proteção e Defesa do Consumidor. 

A Apple já foi notificada também pela Senacon (Secretaria Nacional do Consumidor), ligada ao Ministério da Justiça.

O órgão quer saber se a venda de iPhones sem carregador na caixa representa uma violação dos direitos do consumidor. 

Além dela, Samsung, Motorola, Xiaomi, LG e Asus também tiveram de dar explicações sobre seus aparelhos e carregadores.

E ai o que acham desta história? Deixem nos comentários.

clique e siga o Dica App do Dia no Instagram - https://www.instagram.com/dicaappdodia/

Siga o Dica App do Dia em nossas redes sociais e também nos agregadores de notícias Flipboard e Google Notícias.

Deixe uma resposta