A Apple e o Google querem tornar mais fácil para as agências de saúde aderirem ao seu sistema de notificação de exposição ao coronavírus , criando uma nova opção que lhes permitirá ajudar as pessoas a rastrear e alertar umas às outras sobre infecções por coronavírus sem a necessidade de construir um aplicativo. 

A nova opção, chamada de notificações expressas de exposição, permitirá que as pessoas participem das notificações de coronavírus da Apple e do Google sem precisar baixar um aplicativo de seu departamento de saúde local. 

Isso, segundo as duas empresas, ajudará a espalhar a adoção sem pressionar as autoridades de saúde, algumas das quais disseram às empresas de tecnologia que não têm recursos para construir um aplicativo. 

Como Apple e Google vão disponibilizar este recurso

A Apple disponibilizou as atualizações para seus  iPhones  e  iPads  com o  iOS  13.7 lançado na terça-feira, e o Google diz que vai disponibilizar o novo sistema para dispositivos com Android 6.0 ou superior com uma atualização no final deste mês.

Estamos tornando mais fácil e rápido o uso do Sistema de Notificações de Exposição sem a necessidade de construir e manter um aplicativo“, disseram as duas empresas em um comunicado conjunto. 

As empresas disseram que continuarão a apoiar as autoridades de saúde pública que criaram seus próprios aplicativos, como no Suiça, mas estão construindo este novo sistema para ajudar as autoridades que não são capazes de construí-los. 

Exposure Notifications Express oferece outra opção para as autoridades de saúde pública para complementar suas operações de rastreamento de contato existentes com tecnologia, sem comprometer os princípios básicos do projeto de privacidade e segurança do usuário.

Empresas desde o inicio da pandemia ambas trabalham no mesmo projeto

Este projeto é uma mudança para a Apple e o Google, que começaram a trabalhar no esforço conjunto do coronavírus no semestre passado, quando a disseminação do coronavírus se tornou mais clara. 

No início de setembro, mais de 25 milhões de pessoas foram infectadas em todo o mundo e mais de 851.000 pessoas morreram , de acordo com dados coletados pela Universidade Johns Hopkins. 

E enquanto a propagação continua, o projeto da Apple e do Google tem lutado para obter ampla adoção.

Os gigantes da tecnologia disseram que ajudariam as autoridades a criar aplicativos, mas em grande parte colocariam sobre eles o ônus de fazer o sistema funcionar. 

Como resultado, apenas 20 países e regiões foram lançados até agora, incluindo apenas seis dos 50 estados dos EUA. 

Para telefones Android, o Google irá gerar automaticamente um aplicativo para os usuários baixarem, para que as autoridades de saúde pública não tenham que construir ou manter os aplicativos por conta própria. 

Embora isso exija uma etapa extra dos usuários do Android, um porta-voz do Google disse que a empresa acredita que é a melhor maneira de obter as ferramentas em tantos tipos diferentes de hardware Android quanto possível.

Nova abordagem

A nova abordagem da Apple e do Google permite que as autoridades de saúde enviem um “arquivo de configuração”, que ditará como as notificações de exposição potencial serão acionadas, quais etapas aconselharão as pessoas a seguirem depois e informações sobre quaisquer outros esforços de rastreamento de contato que possam existir em sua área. 

Isso, dizem a Apple e o Google, é muito mais fácil do que construir um aplicativo, ao mesmo tempo que garante a privacidade e a segurança das pessoas.

“As agências de saúde pública estão carregando uma carga extraordinária no gerenciamento da nova resposta ao coronavírus”, disse Scott J. Becker, chefe da Association of Public Health Laboratories, em um comunicado fornecido pelas empresas. 

“Quanto mais fácil tornarmos o desenvolvimento e implantação das agências de saúde pública estaduais e territoriais, mais cedo poderemos expandir a notificação de exposição ao COVID-19 em nossas comunidades e ajudar a acabar com a pandemia.”

clique e siga o Dica App do Dia no Instagram - https://www.instagram.com/dicaappdodia/

Siga o Dica App do Dia em nossas redes sociais e também nos agregadores de notícias Flipboard e Google Notícias.

Via CNET

Deixe uma resposta