Continuando a nossa série Como Ganhar Dinheiro, estamos aqui para falar de um setor que vem crescendo a cada ano, os desenvolvedores de aplicativos.

Para muitas pessoas o principal do celular e a qualidade da câmera para tirar fotos, selfies, para outros usam somente para redes sociais.

Mas para outras, o fato de poder usar aplicativos gratuitos é uma ideia fascinante, aquele programa que você tem que comprar no PC ou Note, mas no app está gratuito.

Existem pessoas – é sério – que me fazem a mesma pergunta. “Eu baixei um aplicativo gratuito, muito bom, uso tranquilamente, mas fico pensando, como “quem fez” este app sobrevive“?

Sim, existem pessoas que pensam nas que “fazem” aplicativos. Estas pessoas são chamadas desenvolvedores. Existem cursos de programação de aplicativos – e tem gente ganhando muito dinheiro com isso.

Existem várias maneiras pelas quais os estúdios ganham dinheiro nesta nova era de app para celular, principalmente games. A receita global deve crescer de US$ 63,2 bilhões em 2018 e existe uma previsão de US$ 91.2 bilhões. segundo a empresa de pesquisas Newzoo.

Confira as maneiras estratégicas utilizadas pelos fabricantes de aplicativos para dispositivos mobiles

Cobrar por itens que poderão ser utilizados do app – Modo “Freemium”

Uma abordagem é oferecer o app gratuitamente, mas oferecer compras no aplicativo para mais recursos premium. Na indústria, isso é apropriadamente chamado de modelo “freemium”. 

Dependendo do aplicativo, você pode optar por microtransações – o termo para compras, principalmente em games em que os jogadores podem pagar por produtos on-line com dinheiro real, às vezes até 0,99 centavos – para desbloquear novos níveis, itens e power-ups ou trajes de personagens. 

Em outros casos, você pode jogar de graça até o limite das fases algumas vezes – e deve esperar alguns minutos para jogar novamente – a menos que você pague para acelerar o processo. 

Alguns títulos permitem que você pague para remover anúncios (vamos falar mais sobre isso mais tarde). Outros jogos permitem que você compre moedas virtuais no jogo com dinheiro real e, em seguida, decida o que comprar dentro do jogo.

Alguns títulos permitem que você pague para remover anúncios (mais sobre isso mais tarde). Outros jogos permitem que você compre moedas virtuais no jogo com dinheiro real e, em seguida, decida o que comprar dentro do jogo.

Um exemplo de app “Freemum” é a saga “Angry Birds, da Rovio, ou seja você tem a opção de pagar no jogo por extras, mas é opcional.

Os bem-sucedidos jogos Angry Birds, por exemplo, são todos gratuitos para começar. “Há alguns anos, a Rovio se afastou do modelo premium, que é onde os clientes pagam um preço único por um jogo no ponto de venda“, explica Ville Heijari, diretor de marketing da Rovio, com sede em Helsinki, na Finlândia. 

Em vez disso, nos voltamos para um modelo free-to-play, já que vimos um potencial melhor na criação de conteúdo para nossos jogos ao longo de vários anos, mantendo-os atualizados e reagindo ao feedback de nossas comunidades“.

Com o último jogo do estúdio, “Angry Birds AR: Isle of Pigs“, a franquia assistiu a 19 grandes jogos até o momento na última década, sem mencionar filmes, brinquedos de pelúcia e outras mercadorias.

A combinação de compras no aplicativo e publicidade nos permite atender a uma ampla audiência de jogadores globalmente”, acrescenta Heijari.

Para aplicativos em geral, as compras no aplicativo representam cerca de 40% das receitas, de acordo com a AppsFlyer, uma forma de rastreamento para dispositivos móveis. 

Os aplicativos pagos representam cerca de 50% e a receita de publicidade, cerca de 10%, estima a empresa.

Um desenvolvedor de jogos ainda pode cobrar dinheiro por um jogo iOS ou Android, como US $ 2,99, e ter sucesso nisso?

Sim”, diz Heijari, mas “muito menos jogadores estão comprando esses jogos do que baixando e jogando jogos grátis. O free-to-play é o modelo de negócios preferível ao criar jogos como um serviço para audiências globais massivas ”.

Anúncios em jogos para dispositivos móveis podem pagar do seu jeito 

Segundo o site USA Today, A publicidade é uma segunda opção adotada pelos criadores de jogos iOS e Android para rentabilizar o seu trabalho.

Os anúncios são uma alternativa viável para os editores de jogos que não querem cobrar por seus lançamentos porque os jogadores estão acostumados a anúncios on-line e na TV. 

“Jogos que cobram dinheiro adiantado só compõem” cerca de um por cento de todas as instalações do jogo“, calcula Rafael Vivas, presidente da Lion Studios, uma editora de jogos para celulares de São Francisco. “Mesmo que seja um dólar ou dois, os jogadores sabem é muito conteúdo gratuito lá fora, então eles vão procurar em outro lugar.”

Com apenas 16 meses de idade, a Lion Studios tem mais de 12 jogos na App Store (para iOS) e no Google Play (para Android), e desfrutou de mais de 1 bilhão de downloads até hoje, diz Vivas. 

A maior parte do sucesso do estúdio está ligada a seus jogos baseados em física, “Happy Glass” e “Love Balls”, e mais recentemente, “Mr Bullet – Spy Puzzles”.

A Lion Studios monetiza quase exclusivamente jogos por meio de publicidade, incluindo banners na parte inferior da tela, em tela cheia entre os níveis e, se um nível for muito difícil, os jogadores podem ignorá-lo se assistirem a um anúncio, diz Vivas.

Mas você pode realmente ganhar um bom dinheiro através de anúncios no jogo? “Absolutamente“, afirma Vivas.

Jogos e aplicativos temporariamente grátis

Outra estratégia é distribuir temporariamente um jogo ou aplicativo pago gratuitamente, talvez por meio de uma parceria com um dos aplicativos ou sites “Aplicativo gratuito do dia“.

Existem vários motivos pelos quais os desenvolvedores consideram isso. A maioria dos desenvolvedores de jogos para dispositivos móveis vê um enorme aumento nos downloads, uma vez que remove a principal barreira de entrada: o preço. 

Então, se o usuário tiver uma boa experiência, entra o melhor e mais seguro marketing de todos o famoso “boca-a-boca” quando o próprio usuário conta a experiência do app ou do game e contará a outras pessoas – e, nesse momento, o app ou game provavelmente voltará ao seu preço normal, o que deve ajudar a gerar algum dinheiro.

Muitos desenvolvedores ganham usuários graças a sites que falam, divulgação ou realizam tutoriais sobre os aplicativos com Dica App todo o Dia.

Outra abordagem boca-a-boca para promover downloads é compartilhar códigos promocionais nas mídias sociais.

Algumas outras maneiras pelas quais os estúdios monetizam jogos:

  • Alguns desenvolvedores têm tantos jogos ou aplicativos que disponibilizam uma pequena porcentagem deles de graça – a maioria das ofertas um pouco mais antigas – que podem ajudar a disseminar ainda mais a notoriedade da marca para a empresa ou para os jogos premium.
  • Embora a Apple e o Google tenham regras rígidas sobre isso, alguns aplicativos gratuitos podem solicitar informações pessoais dos usuários, geralmente por meio de pesquisas e questionários, em troca da obtenção gratuita de conteúdo. Dito isso, especialistas em privacidade e segurança alertam contra o fornecimento de dados.
  • Enquanto alguns jogos são oferecidos gratuitamente, eles podem ser monetizados através do merchandising vendido fora do jogo – se a marca for super bem sucedida. Ou talvez um jogo seja estritamente um veículo de marketing para promover um filme de Hollywood disponível na mesma semana?
     

Em uma nota relacionada, a Apple anunciou recentemente o Apple Arcade , um serviço de assinatura projetado para iOS (iPhone, iPad), Mac e Apple TV. 

Para um custo estimado (leia-se: não confirmado) de US$ 10 / mês, os jogadores terão acesso a mais de 100 jogos premium (incluindo alguns exclusivos) para a taxa de serviço mensal.

A Apple diz que não haverá anúncios ou microtransações com esses jogos. A Apple Arcade será lançada no final de 2019.

Siga o Dica App do dia em suas redes sociais que estão no link abaixo, e também estamos no Google Notícias e Flipboard.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Entre com seu nome aqui