Sim, esta matéria foi produzida no dia 15/05/2019 e sim existem milhões de usuários que utilizam Windows 7 e Windows XP.

A gigante do software corrigiu uma vulnerabilidade crítica de execução remota de código nos Serviços de Área de Trabalho Remota existentes no Windows XP, Windows 7 e versões de servidor como o Windows Server 2003, o Windows Server 2008 R2 eo Windows Server 2008.

A Microsoft está adotando a abordagem incomum liberando patches para o Windows XP e Windows Server 2003, mesmo que ambos os sistemas operacionais estejam sem suporte. 

Os usuários do Windows XP terão que baixar manualmente a atualização do catálogo de atualização da Microsoft .

Esta vulnerabilidade é pré-autenticação e não requer interação do usuário“, explica Simon Pope , diretor de resposta a incidentes do Security Response Center da Microsoft. 

“Em outras palavras, a vulnerabilidade é ‘wormable’, o que significa que qualquer malware futuro que explore essa vulnerabilidade pode se propagar de um computador vulnerável para um computador vulnerável da mesma maneira que o malware WannaCry se espalhou pelo mundo em 2017.

A Microsoft diz que não observou explorações desta vulnerabilidade, mas agora que os patches estão sendo lançados, é apenas uma questão de tempo até que os invasores realizem engenharia reversa nos patches da Microsoft e criem malware. 

Felizmente, as máquinas com Windows 8 e Windows 10 não são afetadas por esta vulnerabilidade. 

Segundo o site StatCounter, especializado em estatísticas de uso de softwares em todo mundo ,o Windows 10, agora, é mais popular que o Windows 7, ainda existem milhões de máquinas executando o Windows 7, portanto, um possível ataque pode ser muito problemático.

Gráfico de usuários por sistema operacional Windows. Fonte: StatCounter

A Microsoft rompeu com sua tradição de não fornecer patches para sistemas operacionais Windows que estão sem suporte quando milhares de computadores em mais de 100 países foram afetados por um malware conhecido como WannaCry . 

O malware usou falhas em versões antigas do Windows para criptografar computadores e exigir um resgate de US$ 300 antes de desbloqueá-lo. 

A Microsoft está claramente interessada em evitar outro WannaCry, apesar de dizer que “a melhor maneira de resolver esta vulnerabilidade é atualizar para a versão mais recente do Windows”.

Via TheVerge

Siga o Dica App do Dia em nossas redes sociais e também nos agregadores de notícias Flipboard e Google Notícias

Dica App do Dia

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Entre com seu nome aqui