O Facebook está aproveitando o poder da Inteligência Artificial (IA) para bloquear ou remover um milhão de contas por dia que violam suas regras contra desinformação, discursos de ódio e supressão de eleitores antes das eleições na Índia.

Ajit Mohan, diretor administrativo e vice-presidente do Facebook na Índia, destacou os esforços da rede social para combater a interferência eleitoral em um post de blog na segunda-feira. 

A rede social enfrentou críticas por não fazer o suficiente para conter os abusos em sua plataforma durante a eleição presidencial de 2016, quando trolls russos usaram o Facebook para semear a discórdia. 

O WhatsApp, propriedade do Facebook, é um aplicativo de mensagens popular na Índia, também foi usado para divulgar informações erradas durante as eleições em outros países, como o Brasil.

Embora não esteja claro até que ponto os esforços de integridade eleitoral do Facebook estão funcionando, a empresa está tentando mostrar ao público e aos legisladores que está fazendo mais para lidar com o abuso em sua plataforma.

Os avanços na IA ajudaram a maior rede social do mundo a “identificar conteúdo abusivo ou violador, localizá-lo rapidamente na plataforma e removê-lo em massa“, disse Mohan. Isso ajuda a impedir que o conteúdo ofensivo se torne viral. 

O Facebook começou a planejar eleições na Índia, que começa em 11 de abril, há mais de 18 meses. 

A empresa exige que os anunciantes que exibem anúncios políticos na Índia verifiquem sua identidade e localização. 

As informações sobre quem pagou por um anúncio e o público que ele alcançou estão disponíveis em um banco de dados público

Esta semana, esta empresa também está abrindo centros focados na integridade eleitoral em Cingapura e Dublin e expandiu sua parceria com verificadores de fatos de terceiros para combater notícias falsas. 

A empresa também lançou recentemente ferramentas na Índia para ajudar os eleitores a aprender sobre novos candidatos e compartilhar com seus amigos que eles votaram.

Na semana passada, o Facebook disse que retirou mais de 680 contas na Índia e no Paquistão por “comportamento não autêntico“, o que significa que as pessoas por trás das contas enganaram os usuários sobre suas identidades e intenções. 

Via CNet

Siga o Dica App do Dia nas redes sociais – os links estão abaixo – e também no agregador de notícias Flipboard.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Entre com seu nome aqui