Parece que você está vendo um número cada vez maior de motoristas prestando mais atenção em seus telefones do que na estrada? 

Os dados estão de acordo, com um novo estudo divulgado na terça-feira, conduzindo a empresa de análise de comportamento Zendrive, informando que os motoristas estão 10% mais distraídos do que em 2018 – em todas as cidades e estados analisados ​​pelo Zendrive, nos EUA.

O estudo é baseado em dados anônimos de 1,8 milhão de motoristas cobrindo 7.242.048.000 de KMs de estrada – ou 4,5 bilhões de milhas na estrada.

As informações foram coletadas por meio do software de telefone do Zendrive, que pode monitorar o comportamento do motorista e avisar se um motorista está envolvido em muitas atividades arriscadas em seu telefone. 

Pior ainda, os dados mostraram que “viciados em telefone” – pessoas que o Zendrive caracteriza como motorista usando seu telefone mais de 10% do tempo enquanto dirigem – “ignoram ativamente a estrada” por cerca de 28% do tempo que estão atrás do volante .

Os dados do Zendrive mostram que as distrações telefônicas mais comuns eram conversas, mensagens de texto, uso de aplicativos de navegação ou seleção de músicas.

Um estudo com 500 motoristas descobriu que os riscos de dirigir distraído não são exatamente um mistério, com o Zendrive relatando que 85% dos entrevistados disseram que é “um problema”.

No entanto, 47% dos motoristas entrevistados disseram que usaram seus telefones 10% do tempo enquanto estavam ao volante.

O estudo de Zendrive ecoa um relatório divulgado em janeiro pelo estudo do Insurance Institute for Highway Safety, que descobriu em uma pesquisa de 2017 que motoristas no norte da Virgínia tinham 57% mais probabilidade de usar um telefone do que foi encontrado em 2014 estão usando seus telefones enquanto dirigem, mesmo sabendo dos riscos.

Siga o Dica App do Dia nas redes sociais – os links estão abaixo – e também no agregador de notícias Flipboard.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Entre com seu nome aqui