A companhia de cosméticos Natura anunciou hoje 22/05/2019, a aquisição da Avon Products em mega operação que envolve a chamada “all-share merger” ou troca de ações.

Esta aquisição saiu por US$ 3,7 bilhões, valorizando o grupo em US$ 11 Bilhões transformando a empresa conjunta na quarta maior empresa do setor em todo mundo.

Com a Avon, a Natura &Co terá faturamento anual superior a 10 bilhões de dólares, mais de 40 mil colaboradores e presença em cem países.

A partir da transação, será criada uma nova holding brasileira, Natura Holding. Os atuais acionistas da Natura ficarão com 76% da nova companhia, enquanto os atuais detentores da Avon terão os demais cerca de 24%.

Os papéis da Natura Holding serão listados na B3, a bolsa brasileira, e terão certificados de ações (ADRs) negociados na bolsa de valores de Nova York (NYSE). Os acionistas da Avon terão opção de receber ADRs negociados na NYSE ou ações listadas na B3.

Para a transação, a Natura obteve financiamento junto com o Banco Bradesco, o Citigroup Global Markets e o Itaú Unibanco S.A. de 1,6 bilhão de dólares. O valor será usado como contrapartida a ser paga aos detentores de Ações Preferenciais Série C da Avon.

Com os primeiros rumores sobre a aquisição, as ações da Natura abriram o dia em queda de 6%. O Financial Times publicou que o negócio avaliava o grupo brasileiro em torno de 2 bilhões de dólares.

Logo em seguida, a brasileira anunciou que negociava a compra da concorrente por meio de troca de ações, provocando uma reviravolta nos papéis, que fecharam o dia em alta de 9,43%.

Siga as nossas redes sociais e nos agregadores de notícias Flipboard Google News

Dica App do Dia

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Entre com seu nome aqui