O Facebook diz que, mesmo depois de bloquear o sistema do Groups no ano passado, alguns desenvolvedores de aplicativos mantiveram acesso inadequado a informações sobre membros. 

Uma postagem no blog da empresa relata que aproximadamente 100 desenvolvedores podem ter acessado informações do usuário desde que o Facebook alterou suas regras em abril de 2018 e pelo menos 11 acessaram dados de membros nos últimos 60 dias. Ele diz que agora cortou todos os parceiros desses dados.

Os administradores do grupo do Facebook podem usar ferramentas de terceiros para gerenciar seus grupos, fornecendo aos aplicativos informações sobre sua atividade. 

Desde as mudanças no ano passado, os desenvolvedores não devem poder ver nomes de membros individuais, fotos de perfil ou outros dados de perfil não especificados. 

O chefe de parcerias da plataforma do Facebook, Konstantinos Papamiltiadis, diz que uma recente revisão de segurança descobriu que alguns aplicativos ainda tinham acesso.

Papamiltiadis diz que não há evidências de que os parceiros tenham abusado de seu acesso, mas ele diz que o Facebook pediu que eles excluíssem qualquer informação obtida indevidamente e realizará auditorias para confirmar que ela desapareceu.

O Facebook não divulgou os nomes desses cerca de 100 desenvolvedores. Papamiltiadis diz apenas que os aplicativos eram “principalmente aplicativos de gerenciamento de mídia social e de streaming de vídeo, projetados para tornar mais fácil para administradores de grupo gerenciarem seus grupos com mais eficiência e ajudar os membros a compartilhar vídeos com seus grupos“.

Também não sabemos exatamente quais informações estava envolvido além de nomes e fotos, nem quantos usuários e grupos os aplicativos serviram.

O Facebook bloqueou a API (interface de programação de aplicativos) do Grupos como parte de uma repressão geral após o escândalo de compartilhamento de dados do Cambridge Analytica. 

Ele adicionou regras que exigiam que os desenvolvedores obtenham a aprovação do Facebook antes de usar a API do Groups e, em julho, relançou o sistema com novos recursos, sugerindo que estava tentando implementar uma supervisão real – por isso é um pouco surpreendente que esses aplicativos tenham escapado.

Siga o Dica App do Dia em nossas redes sociais e também nos agregadores de notícias Flipboard e Google Notícias

some text

Via The Verge

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Entre com seu nome aqui