Um teste Covid-19 de 15 minutos da Abbott Laboratories, utilizando aplicativo, que custará apenas US$ 5, recebeu autorização de emergência para uso nos Estados Unidos, um avanço que poderia aliviar o gargalo que prejudicou grande parte da capacidade de teste do país.

O produto, batizado de BinaxNOW, funciona sem depender de equipamentos de laboratório em um momento em que os laboratórios podem levar até duas semanas para produzir resultados. Ele usa um cotonete nasal e um pequeno cartão reativo e pode ser administrado por vários profissionais de saúde, incluindo farmacêuticos, em quase qualquer local.

A Abbott vai começar a enviar o teste em duas semanas e pretende fabricar 50 milhões de testes por mês até outubro. O objetivo: atender ao aumento na demanda de americanos que buscam retornar às salas de aula e ao trabalho presencial.

O novo teste “pode ser usado em grande escala para ajudar a superar o atual jogo de espera pelos resultados do teste”, disse John Hackett, vice-presidente de divisão de pesquisa aplicada e tecnologia da Abbott Diagnostics, em entrevista por telefone ao site Bloomberg.

As ações da Abbott subiram 3,7%, para US$ 106,96, no final do pregão em Nova York. Até o fechamento de quarta-feira, a ação havia subido 19% até agora neste ano.

Como funciona o teste

O teste usa a chamada tecnologia de fluxo lateral, semelhante ao método que permite testes de gravidez em casa. 

Essencialmente, esses testes executam uma amostra de líquido ao longo da superfície de uma almofada com moléculas reativas para mostrar um resultado. 

Enquanto um teste de gravidez é projetado para detectar um hormônio, o BinaxNOW da Abbott procura um antígeno, uma pequena porção da proteína do coronavírus que é coletada de dentro do nariz.

É detectá-los em um ponto crítico do ciclo de infecção, quando estão sob maior risco de espalhar a doença”, disse Hackett. “Esta será uma ferramenta poderosa para prevenir a transmissão do vírus e nos ajudar a voltar à vida normal.

Embora várias outras empresas estejam vendendo testes de antígenos que também funcionam rapidamente, elas exigem alguns equipamentos para obter os resultados. 

A tecnologia também às vezes produz menor precisão em troca de trabalho mais rápido. O BinaxNOW é 97,1% sensível, o que significa que diagnostica corretamente aqueles com a infecção com freqüência, e 98,5% específico, o que significa que é corretamente descartado para aqueles que não o contam.

O BinaxNOW é o sexto teste que a Abbott lançou para rastrear o coronavírus, incluindo testes moleculares que detectam infecções atuais e testes de anticorpos que mostram que alguém lutou contra o patógeno com sucesso. 

Desde o lançamento do primeiro em março, a empresa já vendeu mais de 27 milhões de testes nos Estados Unidos

Aplicativo Navica

Ao mesmo tempo, a Abbott está lançando um aplicativo móvel chamado Navica que será conectado ao teste, dando aos usuários um registro eletrônico de seu status de coronavírus. Este aplicativo está disponível para Android e iOS

Segundo site engadget, o aplicativo Navica se destina a permitir a entrada em locais onde as pessoas vão se reunir, com resultados negativos anexados a um código QR. Resultados positivos resultarão em uma mensagem para quarentena e entre em contato com um médico. O “passe de saúde digital” associado aos resultados negativos expira após um período de tempo que depende das organizações que aceitam o aplicativo.

Os resultados podem ser usados ​​como um cartão de embarque para permitir que aqueles que são negativos voltem às atividades diárias.

Aqueles com um resultado positivo serão instruídos a colocar em quarentena e entrar em contato com seu médico. Os profissionais de saúde que realizam os testes são obrigados a relatar resultados positivos aos funcionários de saúde pública.

Os EUA estão atualmente realizando cerca de 800.000 testes por dia em todo o país, ou 24 milhões por mês, de acordo com o Covid Tracking Project. 

A Abbott construiu duas novas instalações de manufatura nos Estados Unidos para produzir BinaxNOW, permitindo mais que dobrar o número de testes disponíveis para 50 milhões por mês.

“Os profissionais de saúde e laboratórios clínicos da linha de frente de nosso país estão sob cerco desde o início desta pandemia”, disse Charles Chiu, professor de Medicina Laboratorial da Universidade da Califórnia, em São Francisco. 

“A disponibilidade de testes rápidos para Covid-19 ajudará a dar suporte a laboratórios sobrecarregados, acelerar os tempos de resposta e expandir significativamente o acesso às pessoas que deles precisam.

clique e siga o Dica App do Dia no Instagram - https://www.instagram.com/dicaappdodia/

Siga o Dica App do Dia em nossas redes sociais e também nos agregadores de notícias Flipboard e Google Notícias.

Deixe uma resposta