“Quando o primeiro iPhone foi colocado à venda, em junho de 2007, ele preencheu todos os requisitos que um lançamento demandava: hype, euforia e longas filas para experimentar a novidade.

Nos últimos 15 anos, esse mesmo iPhone se tornou o que muitos consideram o produto de maior sucesso da história”, afirma o relatório.

Apenas em 2021, a receita da Apple com seu smartphone atingiu US$ 192 bilhões, o equivalente a R$ 1 trilhão. Em janeiro deste ano, a marca atingiu US$ 3 trilhões, cerca de R$ 15,8 trilhões, em valor de mercado.

Segundo a Statista, a receita do iPhone esteve em primeiro lugar em uma lista que conta com a Microsoft em segundo lugar, com US$ 168 bilhões, cerca de R$ 882 bilhões, em vendas.

Em terceiro lugar está a Verizon, com US$ 133 bilhões – por volta de R$ 699 bilhões -, seguida da GM, que teve uma receita de US$ 127 bilhões – o equivalente a R$ 667 bilhões.

O ranking ainda conta com:

  • JP Morgan, que faturou US$ 121 bilhões, cerca de R$ 636 bilhões
  • P&G, com US$ 76 bilhões, cerca de R$ 399 bilhões
  • Disney conseguiu US$ 67 bilhões, por volta de R$ 352 bilhões
  • Nike fez US$ 44 bilhões, ou R$ 231 bilhões
  • Coca-Cola faturou US$ 39 bilhões, ou R$ 205 bilhões
  • McDonald´s, US$ 24 bilhões, o equivalente a R$ 126 bilhões.

Siga o Dica App do Dia em nossas redes sociais e também nos agregadores de notícias Flipboard e Google Notícias.

Deixe uma resposta