Enquanto nações ao redor do mundo lançaram programas para estimular o desenvolvimento de IA, o Presidente Trump ignorou o assunto.

Mas, hoje isso pode mudar, é esperado que o presidente assine hoje uma ordem executiva a “American AI Iniciative” (Iniciativa Americana de IA)

Sendo assim, uma estratégia do mais alto nível que guia o desenvolvimento de IA dentro dos EUA

A princípio, a iniciativa redirecionará o financiamento e os recursos federais para a pesquisa de IA, além de exigir a criação de padrões internacionais liderados pelos EUA em Inteligência Artificial e novas pesquisas sobre a reciclagem dos trabalhadores americanos.

Mas o programa não inclui nenhum novo financiamento para o desenvolvimento da IA e nem rico é em detalhes.

Por exemplo, a administração não está compartilhando nenhum cronograma para alcançar seus objetivos de forma declarada.

Em contra partida, está prometendo um plano mais detalhado em um prazo de seis meses.

De acordo com vários pontos, os objetivos da Iniciativa de IA estão divididos em cinco áreas principais:

  • Pesquisa e desenvolvimento. Será pedido aos órgãos federais que “priorizem os investimentos em IA” em seus orçamentos de pesquisa e desenvolvimento e informem como esse dinheiro é gasto para assim criar uma visão geral mais abrangente do investimento do governo em inteligência artificial.
  • Liberando recursos. Dados federais, algoritmos e poder de processamento serão disponibilizados aos pesquisadores, para que proporcione um impulso em áreas como transporte e saúde.
  • Padrões éticos. Organismos governamentais como o Escritório de Política de Ciência e Tecnologia da Casa Branca e o Instituto Nacional de Padrões e Tecnologia (NIST) serão solicitados a criar padrões que guiarão o desenvolvimento de sistemas de IA robustos, confiáveis, seguros, portáteis e interoperáveis.
  • Automação. As agências serão solicitadas a preparar os trabalhadores para mudanças no mercado de trabalho causadas por novas tecnologias, em princípio, com criação de bolsas de estudo e estágios.
  • Divulgação internacional. O governo quer trabalhar com outros países no desenvolvimento da IA, mas de uma maneira que mantenha os “valores e interesses” americanos.

A iniciativa, conforme relatada atualmente, aborda várias áreas de fundamentais preocupantes no desenvolvimento da IA, mas a falta de novos recursos preocupará alguns.

Até o momento, 18 países lançaram estratégias nacionais de IA e metade delas inclui novas fontes de financiamento.

Os números variam de cerca de US$ 20 milhões na Austrália e Dinamarca a quase US$ 2 bilhões na Coréia do Sul.

Quanto a Imigração

Notavelmente, o novo programa não consegue abordar a questão da imigração. A liderança IA dos Estados Unidos deverá empregar mão de obra estrangeira, mas especialistas alertam que os pesquisadores estão cada vez mais adiando a retórica anti-imigração da administração Trump e suas promessas de restringir as liberações dos vistos.

De acordo com estatísticas da National Science Foundation, o número de estudantes de graduação no exterior nos EUA caiu 5,5% entre 2016 e 2017.

Os especialistas dizem…

Kate Crawford, codiretora do grupo de pesquisa da Universidade de Nova York, AI Now, disse à Science Magazine que a ordem executiva “realça corretamente a Inteligência Artificial como uma das principais prioridades para a formulação de políticas nos EUA“, mas carece de opinião de acadêmicos e líderes civis.

Isso é muito preocupante, dado o potencial das tecnologias de IA, como o reconhecimento facial, de impingir-se à privacidade e às liberdades civis.

Só que, empresas de tecnologia como a Microsoft pediram a regulamentação federal do reconhecimento facial, mas a AI Initiative não inclui nenhuma referência a essas preocupações.

Jason Furman, um professor de Harvard que serviu como presidente do Conselho de Assessores Econômicos do presidente Obama e ajudou a redigir o relatório anterior sobre AI.

Furman disse à Technology Review que o plano era um passo que está na direção certa, mas precisaria de compromissos concretos – não apenas promessas – para cumprir seus objetivos declarados.

“Os administradores do American AI Initiative da inclui todos os elementos certos, o teste crítico será verificar se eles irão seguir de maneira criteriosa”, disse Furman. “O plano é um sono, sem detalhes e não é auto-aplicável.”

The Verge

Dica App do Dia

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Entre com seu nome aqui