O governo de SP, acabou de anunciar hoje 27/05, em uma Coletiva de Imprensa, no Palácio dos Bandeirantes a “retomada consciente” das atividades do estado após inúmeras renovações de quarentena. O flexibilidade da quarentena vai começar a partir do dia 1º de Junho.

A partir do dia 1º de junho, por mais 15 dias, manteremos a quarentena, e também retomaremos as atividades econômicas no estado de São Paulo”, afirmou.

A quarentena foi decretada no estado em 24 de março e renovada por três vezes até 31 de maio. Segundo Doria, a adoção da medida foi capaz de salvar 65 mil vidas. O governador não descartou voltar atrás em relação às medidas de afrouxamento.

A regiões serão avaliadas periodicamente de acordo com os indicadores de saúde, verificando se cumprem os critérios para avançarem a uma fase de maior relaxamento a cada 14 dias ou voltar para uma fase mais restrita a cada 7 dias (ou imediatamente, caso haja evidência da piora da situação).

De acordo com o Governador João Doria, a reabertura vai acontecer primeiro nas cidades que possuem redução de casos de contaminação pela Covid-19, além de terem leitos disponíveis na rede de saúde pública.

Cores determinadas de acordo com a fase criada pelo Governo do Estado de SP

Fases da Retomada Consciente de acordo com a região do Estado de São Paulo

Nova fase da quarentena no Estado de SP
  • Fase 1 – vermelha: alerta máximo, funcionamento permitido somente aos serviços essenciais
  • Fase 2 – laranja: controle, possibilidade de aberturas com restrições
  • Fase 3 – amarela: abertura de um número maior de setores
  • Fase 4 – verde: abertura de um número maior de setores em relação à fase 3
  • Fase 5 – azul: “Normal controlado” – todos os setores em funcionamento, mas mantendo medidas de distanciamento e higiene

A quarentena permanecerá restrita nos municípios da Grande São Paulo, Baixada Santista, litoral sul e Vale do Ribeira. O estado considera que estas regiões estão na fase 1 (vermelha), de controle mais restrito, que permite a abertura da indústria e construção civil.

Já o município da capital paulista entrará na chamada fase 2 (laranja), que admite a reabertura, com restrições, de atividades imobiliárias, concessionárias de veículos, escritórios e shoppings centers.

Taxa de isolamento, número de casos da doença e taxa de ocupação dos leitos de UTI são os principais critérios.

Pelo plano, só poderão iniciar a retomada das atividades:

  • As cidades que tiverem taxa de isolamento de pelo menos 55%;
  • As cidades que tiverem redução no número de novos casos por 14 dias seguidos;
  • As cidades que tiverem disponibilidade de leitos de UTI
  • Com manutenção do distanciamento social nos ambientes públicos
  • Uso obrigatório de máscaras
siga o Dica app do Dia no Instagram

Siga o Dica App do Dia em nossas redes sociais e também nos agregadores de notícias Flipboard e Google Notícias.

Via CNN / G1

Deixe uma resposta